GNR

Comunicado

  Prevenção de atropelamentos – Não arrisque!

A Guarda Nacional Republicana (GNR) registou, nos primeiros seis meses de 2015 e de 2016, em todo o território nacional, mais de 3 200 atropelamentos, tendo sido registadas nos dois períodos 49 vítimas mortais, correspondendo a 14% do total das mortes em acidentes rodoviários registados na área de responsabilidade da GNR.

No primeiro semestre de 2016, foram registadas 24 mortes, 94 feridos graves e 791 feridos leves, num total de 1 700 atropelamentos. Em termos comparativos, com o período homólogo de 2015, registaram-se menos acidentes (1 522), menos feridos graves (83) e leves (725), porém, com mais uma morte (25).

Na análise por distrito, Porto (388), Braga (345) e Aveiro (279), são os distritos com maiores índices deste tipo de sinistralidade:  

Sinistralidade rodoviária ( atropelamentos )

1º semestre de 2015

1º semestre de 2016

Distritos

Acidentes

Mortos

Feridos graves

Feridos leves

Acidentes

Mortos

Feridos graves

Feridos leves

Aveiro

137

7

6

80

142

4

5

87

Beja

76

2

2

12

95

0

4

23

Braga

163

3

8

104

182

2

8

116

Bragança

54

0

1

16

67

1

3

12

Castelo Branco

54

0

2

15

57

0

2

17

Coimbra

56

0

1

37

80

0

2

39

Évora

68

0

0

15

63

0

2

8

Faro

66

0

7

43

84

1

3

49

Guarda

70

0

2

14

91

0

4

14

Leiria

105

2

8

48

84

1

9

18

Lisboa

72

0

8

45

88

3

5

61

Portalegre

37

1

3

9

29

2

5

6

Porto

186

4

11

150

202

1

10

171

Santarém

75

2

3

29

96

2

8

43

Setúbal

75

2

7

46

88

4

9

52

Viana do Castelo

56

1

7

20

72

0

2

24

Vila Real

73

0

1

15

70

0

7

19

Viseu

99

1

6

27

110

3

6

32

TOTAL

1 522

25

83

725

1 700

24

94

791

 

Os atropelamentos ocorrem muitas vezes por distração, tanto do condutor como do peão. De salientar que as crianças e os idosos constituem os grupos mais vulneráveis, sendo por isso as principais vítimas de atropelamentos.

Desta forma, para prevenir a ocorrência de atropelamentos, a GNR aconselha:

Aos condutores:

·         Redobrar a atenção nas vias habitualmente utilizados pelos peões para passagem, mesmo fora das zonas definidas para esse efeito;

·         Em zonas urbanas ou residenciais, reduzir a velocidade para um nível que permita imobilizar o veículo no caso de necessidade;

·         Quando se aproximar de uma passadeira, existindo qualquer peão próximo, mesmo que este ainda não esteja a atravessar, reduzir a velocidade e preparar--se para parar;

·         Ao parar junto de uma passadeira, imobilizar o veículo suficientemente afastado desta por forma a facilitar a visão do peão para outros condutores e a facilitar a visão dos condutores para o peão;

·         Durante a condução, não realizar atividades que provoquem distração, a exemplo da utilização do telemóvel.

Aos peões:

·         Caminhar pelos passeios ou, na sua ausência, pelas bermas;

·         Nas bermas, caminhar no sentido contrário ao dos veículos e o mais afastado possível da faixa de rodagem;

·         Atravessar nas passagens para peões sempre que existam;

·         Quando não existem passagens para peões, atravessar pelo lugar mais seguro, a direito, depressa mas sem correr;

·         Não atravessar entre viaturas estacionadas, pois os condutores não estão à espera que apareça um peão;

·         Quando caminhar junto à estrada, sobretudo durante a prática desportiva, usar vestuário de cores vivas para uma maior visibilidade. À noite, levar material retrorrefletor;

·         Antes de atravessar, sempre que possível, estabelecer contacto visual com os condutores;

·         Tomar especial cuidado ao atravessar as vias, olhar para ambos os sentidos antes e evitar realizar atividades distrativas, a exemplo do envio de mensagem, consulta das redes sociais no telemóvel.

A GNR está a realizar uma campanha nas redes sobre os atropelamentos, com ênfase para a necessidade de reduzir a velocidade junto às passadeiras. Partilhamos o link do vídeo publicado no nosso facebook: https://goo.gl/4WuE9J



Data de Inserção: 05-08-2016




sosGNR
Guarda Nacional Republicana

   e-Serviços

.  Acidentes Rodoviários

.  Perdidos e Achados

.  Queixa Electrónica

.  Ciber-challenge

.  Segurança Privada

.  Safe Communities Portugal


   SOS Emergência

       Linha 112

   SOS Ambiente

       800 200 520

   SOS Trânsito

       800 201 855

   SMS Segurança

       96 101 02 00